carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Jerusalém

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Jerusalém

Livro Ruim - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Gonçalo M Tavares

Editora: Companhia das Letras

Assunto: Romance

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 228

Ano de edição: 2006

Peso: 300 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ruim
Marcio Mafra
30/10/2009 às 13:25
Brasília - DF

Jerusalém é um romance de doido. Quatro ou cinco personagens centrais - Ernst, Hinnerk, Hanna,Theodor e Mylia - tem as suas histórias separadas e que se entrelaçam no tempo, na fé, na medicina, na psiquiatria, na libidinagem, no espaço e no hospício. Leitura as vezes kafkiana e as vezes saramaguiana, com estilo seco, dinâmico, lúdico e cru. Tem livros que são como alguns filmes de publicidade: feitos para ganhar prêmio.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A história de Mylia que sofre de uma dor lancinante e sai de casa, durante a noite, à procura de uma igreja aberta, que cruza - a sua vida - com Ernst, Hinnerk, Hanna e Theodor.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

No ano anterior a morte do velho Thomas Busbeck a sua esposa, mãe de Theodor, falecera. Também esta passara os últimos tempos de cama, embora em casa. Nesse período em que a avo, deitada no quarto, permanentemente descansava, o rapazito Kaas assistiu a algo que nunca chegou a entender por completo. Foi assim: de modo inadvertido e com o seu andar desengonçado, Kaas, com apenas seis anos, abriu a porta do quarto da empregada de família, como muitas vezes fazia, e viu o avô, Thomas Busbeck, sentado, na cama da empregada. Esta, com a cabeça enfiada entre as pemas do avo, fazia um movimento que de imediato assustou Kaas. - Para trás, rapazinho estúpido! - gritou o velho Bussbeck. Kaas virou-se e fugiu. Horas mais tarde, Theodor, depois de uma curta conversa com o avô, chamou-o. Kaas, assustado com a cara do pai, tentou dizer uma palavra, que não se percebeu. Theodor pediu para o filho se aproximar, e quando este deu um passo, esbofeteou-o, de urna vez, com força. E depois disse: - O menino tem de aprender a falar correctamente.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

De repente, perto de acontecer a FLIP, em julho de 2009 os jornais falaram e falaram do angolano Gonçalo M Tavares. Parece que ele foi convidado ou desconvidado ou disse que vinha e não veio, ou algo assim. Foi o que bastou. Comprei logo o Jerusalém e Aprender a Rezar na Era da Técnica.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2019
Todos os direitos reservados.