carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Madame Bovary

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Madame Bovary

Livro Bom - 1 opinião

  • Leram
    11
  • Vão ler
    11
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    6

Autor: Gustave Flaubert

Editora: Abril

Assunto: Romance

Traduzido por: Araujo Nabuco

Páginas: 261

Ano de edição: 1971

Peso: 355 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
23/10/2004 às 18:17
Brasília - DF

O estilo do conto é do realismo dos anos 1820/1870, muito descritivo, mas não é cansativo. Charles é um personagem importante no romance. Homem estúpido, influenciado pela mãe. Ela decide que ele deve ser médico. Depois, decide casá-lo com uma mulher mais velha. Lá pelas tantas, se apaixona por uma paciente. Morre a sua mulher....O final, embora não seja previsível é o esperado. Bom.








Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A história de amor de Emma Bovary. Burguesa provinciana, mulher de um médico de aldeia, vive quentes aventuras extraconjugais que desencadeiam terríveis escândalos. O final do romance é previsível.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Homais lera ultimamente o elogio de um novo método para a cura dos pés equinos. E, como era adepto do progresso, concebeu a idéia patriótica de que Yonville, para "estar a altura", devia ter operações de estrefopodia. - Porque - dizia ele a Ema - que é que se arrisca? Veja (e ele enumerava nos dedos as vantagens da tentativa): êxito quase certo, alívio e embelezamento do doente, celebridade rápida adquirida pelo operador. Por que não tentaria seu marido, por exemplo, curar o pobre Hipólito do Leão de Ouro? Lembre-se de que este não deixaria de propalar a sua cura a todos os viajantes; alem disso (Homais baixou a voz e olhou a roda), quem me impediria então de enviar uma pequena nota ao jornal, sobre o assunto? E - por Deus! - um artigo circula, e comentado. .. Isso acabaria por fazer sucesso. E quem sabe? .. Realmente, Bovary podia sair-se bem; nada convenceria Ema de que ele não fosse hábil E que satisfação para ela, tê-lo induzido a dar um passo em que sua reputação e fortuna seriam aumentadas? Ela desejava apenas se apoiar em algo mais seguro que o amor. Carlos, instado pelo farmacêutico e por ela, deixou-se convencer. Fez vir de Ruão o livro do Dr. Duval e, todas as noites, a cabeça entre as mãos, mergulhava-se na leitura dele.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não há historia sobre este livro


 

Para baixar ou visualizar o E-BOOK é necessário logar no site.
Clique aqui! para efetutar seu login.

 

Não tem uma conta?
Clique aqui e crie a sua agora!

 

 

 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2018
Todos os direitos reservados.