carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

O Essencial von Mises

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
O Essencial von Mises

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    0
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Murray N Rothbard

Editora: Instituto Liberal

Assunto: Economia

Traduzido por: Maria Luiza Borges

Páginas: 52

Ano de edição: 1985

Peso: 85 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
19/10/2004 às 16:49
Brasília - DF

O autor é doutor em economia pela Universidade de Columbia. A publicação é patrocinada pelo Instituto Liberal, entidade brasileira, utilizada para facilitar a divulgação do anti comunismo, certamente com patrióticas "doações" dos cidadãos americanos. Portanto o leitor deve se preparar para a leitura de livro escrito por um empedernido direitista, daqueles de "se benzer" quando vê uma bandeira vermelha. Muitas vezes a bandeira vermelha é sinalização do guarda-vidas em praia de águas perigosas. Mesmo assim os direitistas se benziam. Vale pelo conteúdo do livro, mesmo com a ruindade da tradução.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Análise da economia, sob a visão de um direitista, em dez capítulos:

1) A escola Austríaca

2) Mises e a economia austríaca

3) Mises e o ciclo econômico

4) Mises no período entre guerras

5) O socialismo e o cálculo econômico

6) Mises e a ciência econômica

7) Ação Humana

8) Mises nos EUA

9) O redescobrimento

10) A saída

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A economia "austríaca" sempre fora implicitamente favorável a uma política de mercado livre, mas, no mundo tranquilo é relativamente livre do final do século XIX, os "austríacos" jamais se tinham dado ao trabalho de formular uma análise explícita da liberdade ou da intervenção governamental. Num ambiente de estatismo e socialismo crescente, Ludwig yon Mises, enquanto continuava a desenvolver sua teoria do ciclo econômico, voltou sua penetrante atenção para a análise da economia da intervenção e do planejamento governamentais. Um artigo que publicou num jornal em 1920, "Economic Callculation in the Socialist Commonwealth" (O cálculo econômico na comunidade socialista), teve o efeito de uma bomba: era a primeira demonstração de que o socialismo era um sistema inviável para uma economia industrial. Mises provou que uma economia socialista, inteiramente desprovida de um sistema de preços de mercado livre, não teria como calcular custos racionalmente ou conjuminar eficientemente os fatores de produção com suas funções mais necessárias. Embora também só traduzida para o Inglês em meados da década de 30, essa demonstração teve enorme impacto sobre os socialistas europeus, que, durante décadas, empenharam-se em refutá-la, contrapondo-lhe modelos exeqüíveis de planejamento socialista. Mises reuniu suas descobertas numa crítica abrangente do socialismo, Socialism (1922). Quando suas devastadoras críticas ao socialismo foram finalmente traduzidas, o meio da ciência econômica norte-americana foi informado de que o socialista polonês Oskar Lange tinha "refutado" Mises, e assim os socialistas continuaram sem se dar ao trabalho de ler a contribuição do próprio Mises. Os malogros crescentes e confessados do planejamento econômico comunista na Rússia e na Europa oriental - economias em processo de industrialização ao crescente - após a Segunda Guerra Mundial constituíram uma dramática confirmação das previsões de Mises, ainda que sua própria demonstração permaneça convenientemente esquecida. Se o socialismo não pode funcionar, então tampouco podem ter eficácia os atos específicos de intervenção governamental no mercado, batizados por Mises por intervencionismo.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Após a revogação do AI 5 em 1985 - uma funesta emenda Constitucional que os ditadores militares nos enfiaram garganta abaixo - começaram a surgir no mercado muitas publicações de obras, cantando loas à esquerda e direita. Eu consumia de tudo, para tentar me informar especialmente sobre economia e ciência política.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2020
Todos os direitos reservados.