carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Homens São de Marte Mulheres São de Vênus

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Homens São de Marte Mulheres São de Vênus

Livro Ruim - 3 comentários

  • Leram
    5
  • Vão ler
    6
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: John Gray

Editora: Rocco

Assunto: Auto Ajuda

Traduzido por: Alexandre Jordão

Páginas: 304

Ano de edição: 1997

Peso: 360 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ruim
Priscila Loubach Tavares
08/12/2012 às 19:59
Belo Horizonte - MG


Uma visão machista do relacionamento amoroso, o autor descreve situações vividas entre um casal, porém, as soluções apresentadas mostram sempre a mulher sendo submissa à vontade do homem e como causadora de todo desentendimento. O autor é extremamente repetitivo fazendo com que a leitura fique muito cansativa, pois o que é escrito num capítulo, se repete nos capitulos seguintes, mudando apenas algumas frases. Ilustrações do cotidiano com histórias muito infantis.




Ruim
Gustavo Mafra
15/12/2004 às 17:52
Brasília - DF

Este livro é idiota. Baseia-se em preconceitos, clihês e estereótipos típicos do "american way of life", onde os homens caçam, as mulheres colecionam "tupperware", e deus está nas notas de dinheiro. O PhD John Gray finge atestar científicamente todos os conceitos sexistas do mundo ocidental: as mulheres choram e dividem, os homens são fortes e se fecham. Bom para quem lê horóscopo e diz "puxa, eu sou exatamente assim!"


Ruim
Marcio Mafra
17/11/2002 às 13:07
Brasília - DF


Péssimo. No limite do muito ruim. Parece mesmo livro de auto ajuda escrito para americano. Nem admira, porque o autor é terapeuta de casais há mais de 20 anos e seu livro vendeu um milhão de exemplares. É ruim porque é um festival de lugares comuns, de obviedades, de besteiras. É péssimo porque fica parecendo que o leitor tem cara de imbecil, tolo, idiota, bobo e inocente - porém - empanturrado de problemas de relacionamento. Mas, não consegue sequer perceber a sua própria estupidez. De repente, do nada, surge uma inteligência rara - um brilhante John Gray - que vai dizer tudo o que jamais ninguém percebeu na sua vida conjugal. E mais, siga o que ele diz e seja feliz. Não siga e continue infeliz. Não vale a leitura.



Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Ajuda para melhorar a comunicação e conhecer o que pensam - e como agem - mulheres e homens, no seu relacionamento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Como evitar discussões. Um dos desafios mais difíceis nos nossos relacionamentos amorosos é lidar com diferenças e discordâncias. Quase sempre, quando os casais discordam, suas discussões se transformam em brigas e então, sem muito aviso, batalhas. De repente eles param de conversar de maneira amável e automaticamente começam a se agredir: culpando, reclamando, acusando, exigindo, se ressentindo e duvidando. Homens e mulheres discutindo dessa maneira ferem não só seus sentimentos como também seus relacionamentos. Do mesmo modo que a comunicação é o elemento mais importante num relacionamento, discussões podem ser o elemento mais destrutivo, porque quanto mais próximos estamos de alguém, mais fácil é machucar e ser machucado. Do mesmo modo que a comunicação é o elemento mais importante num relacionamento, discussões podem ser o elemento mais destrutivo. Por um motivo prático, eu recomendo enfaticamente que os casais não discutam. Quando duas pessoas não estão sexualmente envolvidas é muito mais fácil se manter imparcial e objetivo numa discussão ou debate. Mas quando casais discutem, por estarem emocionalmente envolvidos e especialmente, sexualmente envolvidos, eles facilmente levam a discussão para o lado pessoal. Como pauta básica: nunca discuta. Em vez disso, debata os prós e contras de alguma coisa. Negocie por aquilo que você quer, mas não discuta. É possível ser honesto, aberto e mesmo expressar sentimentos negativos sem discutir ou brigar. Alguns casais brigam o tempo todo, e gradualmente o seu amor acaba. No outro extremo, alguns casais reprimem seus sentimentos sinceros de modo a evitar conflitos e discussões. Como resultado, ao reprimirem sentimentos verdadeiros, eles perdem contato com seus sentimentos amorosos também. Um casal está em guerra declarada enquanto o outro está numa guerra fria. É melhor que o casal encontre um equilíbrio entre esses dois extremos. Lembrando-nos de que somos de planetas diferentes, é possível evitar discussões e assim desenvolver boas habilidades de comunicação, é possível evitar discussões sem reprimir sentimentos negativos e idéias e desejos conflitantes. Sentimentos sinceros de modo a evitar conflitos e discussões. Como resultado, ao reprimirem sentimentos verdadeiros, eles perdem contato com seus sentimentos amorosos também. Um casal está em guerra declarada enquanto o outro está numa guerra fria. É melhor que o casal encontre um equilíbrio entre esses dois extremos. Lembrando-nos de que somos de planetas diferentes, é possível evitar discussões e assim desenvolver boas habilidades de comunicação, é possível evitar discussões sem reprimir sentimentos negativos e idéias e desejos conflitantes.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Nilor Mendes, compadre e grandíssimo amigo me presenteou com a seguinte dedicatória: "Aí Partineri, esse é para você ver o que que as venuzianas têem. Parabéns. Nilor 7/10/99" Minha amiga Anita Burman, que trabalhou quase cinco anos, como minha assistente no Iate Clube já me havia presenteado este livro anteriormente.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2019
Todos os direitos reservados.