carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Você está aqui Principal / Livros / O Mal no Pensamento Moderno - Uma História Alternativa da Filosofia

O Mal no Pensamento Moderno - Uma História Alternativa da Filosofia

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
O Mal no Pensamento Moderno - Uma História Alternativa da Filosofia

Livro Excelente - 1 opinião

  • Leram
    2
  • Lendo
    1
  • Vão ler
    6
  • Relendo
    1
  • Recomendam
    2

Autor: Susan Neiman

Editora: Difel

Assunto: Filosofia

Traduzido por: Fernanda Abreu

Páginas: 388

Ano de edição: 2003

Avaliar este Livro
  • lido
  • lendo
  • vou-ler
  • re-lendo
  • recomendar
tenho
trocar
empresto
favorido
comprar
quero-ganhar

 

Excelente
Danilo Thomaz da Silva
07/02/2018 às 21:37
Mogi das Cruzes - SP
Não é surpresa, portanto, que o sofrimento seja um tema tratado por religiosos, por filósofos e por poetas em nosso tempo. Não é descabido, pois, que se tente traçar as linhas gerais do modo como ele tem sido concebido desde que entrou em cena o chamado modo moderno de vida, desde que a racionalidade iluminista reivindicou um espaço para explicar qual é a fonte das dores humanas e, por conseguinte, de seu nexo com o mal. Ou seja, está no escopo de nosso tempo refletir acerca do entrelaçamento entre o sofrimento humano e o papel do mal nesses três últimos séculos; de refletir como esse entrelaçamento foi feito por filósofos, a partir de acontecimentos históricos que lhes exigiram um posicionamento, à luz dos problemas filosóficos com os quais se depararam. Essa é a tarefa a que se propõe Susan Neiman em O mal no pensamento moderno (Difel, 338 págs).

Danilo Thomaz da Silva
07/02/2018 às 17:37
Mogi das Cruzes - SP
Não é surpresa, portanto, que o sofrimento seja um tema tratado por religiosos, por filósofos e por poetas em nosso tempo. Não é descabido, pois, que se tente traçar as linhas gerais do modo como ele tem sido concebido desde que entrou em cena o chamado modo moderno de vida, desde que a racionalidade iluminista reivindicou um espaço para explicar qual é a fonte das dores humanas e, por conseguinte, de seu nexo com o mal. Ou seja, está no escopo de nosso tempo refletir acerca do entrelaçamento entre o sofrimento humano e o papel do mal nesses três últimos séculos; de refletir como esse entrelaçamento foi feito por filósofos, a partir de acontecimentos históricos que lhes exigiram um posicionamento, à luz dos problemas filosóficos com os quais se depararam. Essa é a tarefa a que se propõe Susan Neiman em O mal no pensamento moderno (Difel, 338 págs).
Danilo Thomaz da Silva
07/02/2018 às 17:37
Mogi das Cruzes - SP
Não é surpresa, portanto, que o sofrimento seja um tema tratado por religiosos, por filósofos e por poetas em nosso tempo. Não é descabido, pois, que se tente traçar as linhas gerais do modo como ele tem sido concebido desde que entrou em cena o chamado modo moderno de vida, desde que a racionalidade iluminista reivindicou um espaço para explicar qual é a fonte das dores humanas e, por conseguinte, de seu nexo com o mal. Ou seja, está no escopo de nosso tempo refletir acerca do entrelaçamento entre o sofrimento humano e o papel do mal nesses três últimos séculos; de refletir como esse entrelaçamento foi feito por filósofos, a partir de acontecimentos históricos que lhes exigiram um posicionamento, à luz dos problemas filosóficos com os quais se depararam. Essa é a tarefa a que se propõe Susan Neiman em O mal no pensamento moderno (Difel, 338 págs).

Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Danilo Thomaz da Silva
07/02/2018 às 17:37
Mogi das Cruzes - SP
Uma grande obra de arte