carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Os Piores Dias de Minha Vida Foram Todos

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Os Piores Dias de Minha Vida Foram Todos

Livro Péssimo - 1 opinião

  • Leram
    2
  • Vão ler
    9
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Evandro Affonso Ferreira

Editora: Record

Assunto: Romance

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas:

Ano de edição: 2014

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Péssimo
Marcio Mafra
09/12/2017 às 23:22
Brasília - DF
Evandro Affonso Ferreira, autor de Os Piores Dias de Minhas Vida Foram Todos, foi finalista do Prêmio Jabuti diversas vezes, e o ganhou em 2013.
Evandro é um autor erudito.
Este livro é muito bem escrito, mas é uma história complicada, onde a personagem principal é uma mulher, que está vivendo seus últimos dias de vida e tem consciência disso.
No desespero – como num filme - ela vai repassando os momentos e os dias que viveu.
Estes lhe parecem que foram muito ruins, ou infelizes.
No seu delírio ela acaba por incorporar - ou pelo menos se comparar - a figura de Antígona.
Antígona era uma das filhas do casal Édipo e Joscasta.
Estes seres mitológicos gregos eram irmãos e se casaram.
Casamento incestuoso.
E Antígona foi a única filha do casal que não abandonou seu pai Édipo, quando este foi expulso do reino.
Bom, o livro é um desespero só.
Quanto mais se aproxima o final da vida, mais a personagem se convence que a felicidade está mais para utopia do que para a realidade, é como um meio sem fim.
Não é uma história alegre. É uma leitura meio pedante, ou para aquele tipo de leitor que fez mestrado, doutorado e pós doutorado em letras.

Marcio Mafra
09/12/2017 às 00:00
Brasília - DF

“Os Piores Dias da Minha Vida Foram Todos” conta a história de uma pessoa que está às portas da morte.

No leito de hospital a vida vai passando como se fora um filme, e cada momento ou cenário ela se imagina como se fora Antígona. Antígona era a filha de Édipo e Jocasta, que eram irmãos e se casaram, cometendo o incesto segundo a mitologia grega. 

A personagem sabe que sua morte está próxima e ao assumir a personalidade de Antígona, se consola, se justifica e consegue minimizar o seu desespero.

 

Marcio Mafra
09/12/2017 às 00:00
Brasília - DF

Antígona? Fiel a si mesma, a sua physis. Sabe, bem antes do advento da psicanálise, que agir é arrancar da angústia a própria certeza. Solitária,
não titubeia diante do que deve fazer. Mesmo sabendo que pode ser apedrejada ou enterrada viva. Extremo limite da audácia. Além das leis
do céu, segue inflexível as leis do desejo - seu desejo. Desafia com determinação inegociável o decreto real, comovente abnegação.

 

Não conhece leito, nem cântico nupcial, .nern esposo, nem filhos por criar; sem amigos, só, desgraçada, desce ainda viva para o fosso.
Eu? Neste cubículo fúnebre, cuja porta de entrada deveria trazer afixada em sua parte superior esta frase evocativa: MEMENTO MOR!; lugar em que perpetuo em mim o rancor,

a ranzinzice, a derrocada - vida toda fui perseguida pelas almas dispersas que atendem pelo epíteto poético de deusas da derrocada in totum; onde perdi abrupta a exuberância dela própria 

personalidade; neste por assim dizer pora-pora-eima, lugar despovoado, estéril, de que nos falou Euclides magistral aquele de todos os sertões.

Nunca fiquei frente a frente com cigana cujo alforje estivesse atafulhado de encantamentos  ad amorem capazes de trazer para minha vida
chama qualquer de efeitos maravilhosos. Sempre vivi no convés, desprovida dos favores delas forças ocultas venturosas. Tampouco me debrucei sobre minhas perdas com atração mórbida;
jamais me empolguei com a presença inefável dessas entidades bancarroteiras. Sei que neste Quarto desamparo procuro levar a imaginação até seu limite – jeito de driblar entre aspas

desintegração contínua delas minhas entranhas.

 


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
09/12/2017 às 00:00
Brasília - DF

Em agosto de 2017 comprei este livro da Amazon, porque o autor começou a ser novamente citado pela crítica.

Como achei muito estranho o titulo, não titubeei.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2018
Todos os direitos reservados.