carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Você está aqui Principal / Livros / Los Manos Amizade para uma Vida Inteira

Los Manos Amizade para uma Vida Inteira

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Los Manos Amizade para uma Vida Inteira

Livro Ótimo - 13 opiniões

  • Leram
    16
  • Lendo
    0
  • Vão ler
    6
  • Relendo
    3
  • Recomendam
    14

Autor: Lucio Flavio de Martino Borges

Editora: Movimento

Assunto: Memórias

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 126

Ano de edição: 2014

Peso: 270 g

comentar
  • lido
  • lendo
  • vou-ler
  • re-lendo
  • recomendar
tenho
trocar
empresto
doar
aceito-doação
favorido
comprar
quero-ganhar

 


Excelente
Frederico Cabral de Menezes
22/06/2016 às 20:55
Brasília - DF
Divertido, espirituoso, uma leitura fácil de linguagem acessível, ao tempo que nos remete a casos engraçados e descontraídos. O autor soube como atingir o leitor com estórias pitorescas da vida interiorana. Vale a pena ler!


Ótimo
Sybelle Zaiden
15/06/2016 às 13:13
Brasília - DF
Livro de fácil compreensão, com conteúdo cativante e divertido e, por isso, delicioso de se ler. Iniciando a releitura!


Excelente
ADELAIDE PINHEIRO
17/11/2015 às 19:26
Rio Casca - MG
Leitura rápida e muito prazerosa!
Estou esperando o autor nos prestigiar com mais uma obra.
Parabéns!


Excelente
Jumara Cristina Cerqueira Borges
04/11/2015 às 16:07
Brasília - DF
Já tive a oportunidade de ouvir, dos próprios personagens, várias das histórias contadas no livro e a narrativa do Flávio não deixou nada a desejar, ele soube com maestria colocar no papel as diversas situações, na maioria das vezes hilárias, vividas pelos "manos". Depois de ler e reler várias vezes, só me resta esperar, ansiosa, pelo próximo livro. Boas histórias não faltam!


Ótimo
Pedro Igor de Araujo Rego
14/10/2015 às 16:41
Brasília - DF
Tive a oportunidade de ler esse livro e achei bastante interessante. É um livro para se distrair, possui uma leitura fácil e agradável.
As histórias possuem uma base muito boa, mas são muito curtas, porém isso dá credibilidade à realidade dos fatos narrados no livro.
Fico aguardando a parte 2.


Muito bom
Janaina Lima Crespo
30/09/2015 às 13:59
Belo Horizonte - MG
Livro leve e gostoso de se ler. O autor Lucio Flavio de Martino Borges celebra por meio de "causos" bem divertidos a importância de se ter bons amigos durante a vida. Me fez lembrar de alguns acontecimentos que também vivenciei com meus amigos!


Bom
Pedro Abdala
06/09/2015 às 17:37
Araras - SP
Li o livro e achei bom!
Parece um diário de adolescentes!
Mas para aquela tardes chuvosas é bom!


Excelente
Isabel Cristina Marzola de Oliveira Amui
27/08/2015 às 19:35
Uberaba - MG
Livro delicioso de se ler. Quando veio às minhas mãos não consegui parar de lê-lo até chegar à ultima pagina. Historias hilarias e por serem verdadeiras, torna o livro ainda mais interessante. Por isso presenteei alguns amigos e todos tiveram a mesma opinião. Super recomendo


Excelente
Daniel de Oliveira Santos
27/08/2015 às 11:02
Ceilândia - DF
Imagine-se num happy hour com amigos ouvindo vários “causos” engraçados e bem contados. Essa é a sensação que tive ao ler Los Manos. Leitura leve, gostosa e, principalmente, divertida.
Dá mesmo pra mergulhar na história dos amigos e até se inspirar para fazer algo semelhante: registrar as histórias mais divertidas de nossas vidas.
Recomendo a leitura e fico no aguardo do próximo livro do Flávio.


Excelente
Mauro Cesar Christino Alves
24/08/2015 às 18:50
Rio de Janeiro - RJ
O autor conta "casos" ocorridos com amigos fiéis e inseparáveis na infância, adolescência e início da vida adulta. Mesmo desconhecendo os reais personagens, a narrativa simples e bem construída nos leva ,com muito bom humor, a conhecê-los e admirá-los no decorrer da leitura. Recomendo.


Excelente
SIMONE SILVA SANTOS
24/08/2015 às 17:04
Belo Horizonte - MG
Achei este livro ótimo!
É daqueles livros que se começa a ler e não quer mais parar.
Estou aguardando o segundo livro do autor. E que venha logo!

Excelente
ELIANE CARVALHO
24/08/2015 às 13:16
Belo Horizonte - MG
Um livro gostoso de se ler!
O autor Lúcio Flávio narra crônicas divertidas, com sutileza e generosidade, marcando os tempos vividos em Uberaba ao lado de inseparáveis amigos.
Ao terminar a leitura você certamente estará com a alma leve como quando a gente conversa com um bom amigo sobre os "causos" do passado!

Muito bom
Marcio Mafra
22/08/2015 às 13:21
Brasília - DF
O autor Lucio Flávio escolheu o titulo de seu livro porque Manos são os amigos que vivem, remexem e revivem momentos inesquecíveis em Uberaba.
Eles privilegiam a verdadeira amizade, amizade de sangue, segundo anotou a jornalista Sandra Kikuchi.
Los Manos é um livro de memória. Raramente um livro de memória consegue ser gostoso de ler por leitor “de fora”. Não é o caso de Los Manos. Lucio Flávio conseguiu dar ritmo, coerência e estilo na sua narrativa, como se fora um bom e versado jornalista, um bom contista. “O Batmóvel” mais parece uma crônica entre os 31 “causos”. Rapidinhas são pequenas historinhas que valem a pena serem lidas, como “labareda-man”. Fotos (bem amadoras) ilustram as histórias.
Leitura fácil. Se "amigo é coisa pra se guardar" como diz Milton Nascimento, então o Lucio Flavio fez bonito: guardou seus amigos num ótimo livro..

Marcio Mafra
22/08/2015 às 00:00
Brasília - DF

A história de Lucio Flavio, o Passarinho, com as peripécias dele e dos amigos de Uberaba, incluindo passagens de família. Um poema de amizade entre Aristeu, Donato, Frederico, Homero, Tiburcio e – claro - Lucio.

Marcio Mafra
22/08/2015 às 00:00
Brasília - DF

FESTIVAL DE IGARAPAVA

Certo cursinho promoveu um festival de música popular brasileira na cidade de Igarapava, São Paulo.

De Uberaba, alguns compositores participaram e eu fui um deles. Convidei, para tocar comigo, o Wainer Carvalho, famoso pretinho, grande guitarrista que sempre fazia os arranjos para as minhas músicas; o Jorge Zaidan, sempre disposto a ajudar a gente com seu talento, era o baixista; e o Cássio Souza, companheiro de muitas serenatas, fez a guitarra base.

Ensaiamos algumas vezes e quando chegou a semana do festival, consegui uma carona no ônibus que foi fretado por algumas bandas de Uberaba que iam participar do evento.

Os músicos que iriam me acompanhar só chegariam a Igarapava na sexta-feira, dia marcado para a apresentação das nossas músicas, que eram duas: Ser normal, do Tibúrcio e minha, e Fugitivo, que compus em parceria com o Lélio Cipriani.

Todos confirmaram presença. Além do pessoal que ia tocar comigo, alguns amigos também prometeram dar uma força indo até a cidade vizinha para torcer pra gente.

O festival foi programado para ser realizado no ginásio da cidade, para onde nos dirigimos, assim que chegamos, para tratar dos detalhes, como identificar a ordem de apresentação das músicas e ensaiar, o que não deu pra fazer, pois eu estava só.

No dia do festival, estava ansioso, pois o pessoal não chegava.

Aguardei até às quinze horas, para então pedir ajuda no intuito de recrutar músicos para tocar comigo, mas foi em vão. Não consegui sequer um para me acompanhar.

Estava decepcionado, triste e sem saber o que fazer, quando começou a pipocar amigo meu por todos os lados. Nunca imaginei que conseguiria reunir tanta gente. Tinha no mínimo umas trinta pessoas.

Perguntei para o Gastão (Pena Rato) que estava com a turma do cursinho (COC):

- Quem veio?

- Todo mundo, o cursinho em peso está aqui.

- Pois é, mas infelizmente eu não vou poder participar.

- Por quê?

- O pessoal da banda não veio.

- Como não veio? Estão todos lá no botequim: Pretinho, Cássio e o Jorge Zaidan, não são eles que vão tocar contigo?

- Você está brincando, né?

- Não! Entra no carro que eu te levo lá.

Estavam todos no boteco: Cebola, Netinho, Merão, o Dú, Cassinho, Pretinho, Jorge Zaidan, Lélio Cipriani, Saulinho, Tibúrcio, Pirajuba, Aninha e muitos outros amigos.

Quando entrei no bar, foi aquela festa, todos já estavam de pileque, inclusive o pessoal que ia tocar comigo. A emoção tomou conta. Não esperava aquela demonstração de carinho, e chorei de emoção e também de alívio, é claro!

O Cebola já tinha feito amizade com o dono do bar e estava do lado de dentro do balcão fazendo caipirinha de maracujá, da qual o Jorginho abusou.

Chegada a hora do festival, fui andando na frente pra acertar os últimos detalhes. O festival começou e nada, ninguém que ia subir no palco comigo tinha chegado. Faltando duas músicas para a nossa vez, apareceram o Pretinho e o Cássio, e eu perguntei:

- Cadê o Zaidan?

- Ele esta lá fora do ginásio passando mal. Não vai conseguir tocar.

- Tragam-no para o palco que eu vou arrumar uma cadeira, a gente põe ele sentado e seja o que Deus quiser.

Estavam trazendo o Jorginho quando anunciaram a nossa música, subi sozinho no palco e comecei a enrolar, dizendo algumas coisas ao microfone para ganhar tempo. Não demorou muito começaram as vaias. Pedi paciência aos jurados e informei que tivéramos alguns problemas, mas que estava tudo sob controle e já começaríamos a nossa apresentação.

Nisso, os músicos foram subindo no palco pegando os instrumentos. Olhei para o Jorginho e ele estava de cabeça baixa sentado na cadeira e, chamando a sua atenção, disse:

- Jorginho faça a marcação.

- um, dois, três ...

Saiu tocando, fomos atrás e deu tudo certo.

Na frente do palco, o Lélio gritava histérico enquanto o filho da puta do Pirajuba bradava:

- Vai Flávio Jr!

Ficamos em quinto lugar com a música "Ser normal': Mas eu já me encontrava satisfeito e premiado com a presença em massa daquela turma toda. 


  • Los Manos homenageia amigos uberabenses

    Autor: Rose Dutra

    Veículo: Blog da Rose Dutra em 17/9/2014

    Fonte: Internet

    Los Manos homenageia amigos uberabenses

    Quando os amigos são para sempre, vale a pena falar sobre isso e mais ainda: registrar o nobre sentimento em um livro. Lúcio Flávio De Martino Borges, o Passarinho, é o autor do livro Los Manos Amizade para uma Vida Inteira, que terá noite de lançamento em Uberaba, neste sábado, 20, às 20h, no restaurante do Cebola, um de seus eternos manos. Ele conta as peripécias dele e dos amigos uberabenses e ousa também a contar os causos de família. Cada um mais hilário do que o outro. 

    Para se ter uma ideia do carinho com que ele homenageia pessoas tão importantes na sua vida, a frase escolhida para abrir a publicação é de Vinícius de Moraes: Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos.
    Com prefácio de Virgínia Borges Palmerston e orelha assinada pela jornalista Sandra Satiko Kikuchi, o livro é um convite para revisitar os tempos da adolescência deles que, é claro, foi repleta de muita cervejinha estupidamente gelada, dos mais variados petiscos e de muita música boa. Tudo servia apenas de desculpa para o encontro em que davam boas gargalhadas e vivenciavam aquela amizade deliciosa e que não acabará jamais, tanto que as histórias contadas se desenrolam até os tempos atuais.
    Os amigos, com nome, sobrenome e apelido, agora terão suas proezas reveladas por Passarinho, que não alivia a pena. Brincadeirinha! São 127 páginas de puro deleite com as aventuras do grupo. Como diz Sandra Satiko, na orelha, o livro é uma delícia! E certamente virão outras edições, afinal, a amizade continua e os encontros também, agora não só em Uberaba, mas em Uberlândia, São Paulo, Brasília, Goiás... Onde tem um dos amigos, tem história pra acontecer e contar depois!
    O autor e um dos manos, Lúcio Flávio De Martino Borges, Passarinho, é engenheiro civil, nascido e formado em Uberaba, de onde saiu com pouco mais de 20 anos para trabalhar em Brasília, onde permanece com sua esposa Jumara e as três filhas, Elisa, Lara e Alice.
     
Marcio Mafra
22/08/2015 às 00:00
Brasília - DF

Em outubro do ano passado ganhei o livro do Flavio, com dedicatória:

"Ao amigo Marcio, aqui conto as histórias que marcaram minha infância e adolescência. Espero que aprecie. Um Abraço, Flavio, 14/10/14"


 

Para baixar ou visualizar o E-BOOK é necessário logar no site.
Clique aqui! para efetutar seu login.

 

Não tem uma conta?
Clique aqui e crie a sua agora!