carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Sonetos de Luis de Camões

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Sonetos de Luis de Camões

Livro Ótimo - 1 comentário

  • Leram
    3
  • Vão ler
    1
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    1

Autor: João de Almeida Lucas  

Editora: Classica

Assunto: Poesia

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 94

Ano de edição: 1947

Peso: 175 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ótimo
Marcio Mafra
21/07/2002 às 22:54
Brasília - DF
Trata-se de uma edição realizada há muitos anos, em Lisboa, Portugal, figurando como autor o Vice Reitor do Liceu D.João Castro. Portugal que no período de 1926 até 1974 foi governado com mão-de-ferro pelo ditador Antonio de Oliveira Salazar, praticava censura absoluta sobre os meios de comunicação. Portanto, além de jornais e revistas, a impressão de um livro de Camões, somente seria possível através de uma instituição de prestigio, como o Liceu D. João de Castro.
Foi depois de 1974 que Luis de Camões passou à condição de patrono da nação portuguesa. Antes disso, os portugueses viviam publicando coisas sobre Camões, até pela preservação cultural de sua grande bibliografia. Era, também, uma das formas de se combater a ditadura, porque Luis de Camões defendia, poetizava muito sobre a liberdade.
Sobre a vida de Camões, existiam - até 1969 - mais de 20 longas obras. Também, na mesma data, eram mais de 50 as publicações chamadas "estudos críticos de Camões".Consta que sua obra maior, "os lusíadas" foi traduzido para o Francês em 1735, depois para o espanhol, italiano, inglês e para o alemão em 1806.
Trata-se de um bom livro que apresenta os outros 50 sonetos de Camões, que não "os lusíadas", escritos ao longo de seus 53 anos de vida.
É livro para ler com muito vagar, se possível sorvendo um bom vinho e ouvindo músicas históricas.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Cinqüenta sonetos de Camões, precedidos de informações detalhadas sobre data e lugar de nascimento, origem e família, mocidade e estudos, temporada em Lisboa, na África, Regresso a Lisboa, estada no Oriente e sua morte, além de informes sobre a publicação de "Os Lusíadas".

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Aquela triste e leda madrugada,
cheia toda de mágoa e de piedade,
enquanto houver no mundo saudade
quero que seja sempre celebrada.


Ela só, quando amena e marchetada
saía, dando à terra claridade,
viu apartar-se de uma outra vontade,
que nunca poderá ver-se apartada.


Ela só viu as lágrimas em fio,
que de uns e de outros olhos derivadas,
juntando-se, formaram largo rio.


Ela ouviu as palavras magoadas,
que puderam tornar o fogo frio
e dar descanso às almas condenadas.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Ninguém sabe como este livro chegou à Bibliomafrateca. Trata-se de uma edição portuguesa, supostamente impressa pela Imprensa Nacional, Casa da Moeda de Lisboa, Portugal, entre os anos 1940/1950. Em 1980, muitos dos nossos livros foram levados para uma encadernadora de Brasília, e receberam uma capa de papelão rígido,com acabamento na tonalidade azul, para o melhor manuseio e conservação.
Pelas pesquisas efetuadas sobre o autor, é verdadeiro supor que este livro " Sonetos de Luis de Camões", tenha sido impresso entre os anos 1946 e 1947, data em que o Liceu D. João de Castro, onde o autor era Vice Reitor, tinha mais de 600 alunos. Pela sua grande movimentação, deveria possuir recursos e influência para impressão de livros na Imprensa Nacional.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2020
Todos os direitos reservados.