carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Você está aqui Principal / Livros / Estou com Sorte

Estou com Sorte

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Estou com Sorte

Livro Muito Bom - 1 opinião

  • Leram
    0
  • Lendo
    1
  • Vão ler
    2
  • Relendo
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Douglas Edwards

Editora: Novo Conceito

Assunto: Mercado Financeiro

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 480

Ano de edição: 2012

comentar
  • lido
  • lendo
  • vou-ler
  • re-lendo
  • recomendar
tenho
trocar
empresto
doar
aceito-doação
favorido
comprar
quero-ganhar

 


Muito bom
Glaydson Souza
24/11/2012 às 15:58
Fortaleza - CE
Livro muito bom.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Comparar o Google a um negócio comum é como comparar um foguete a um Edsel. No seu começo, o Google abraçou extremos — dias infindáveis abastecidos com comida farta e de graça, debates infindáveis baseados em dados, e jogos de hóquei de tirar sangue. Os líderes recém-formados da empresa procuravam mais do que velhos caminhos para o sucesso; eles queriam disponibilizar toda a informação do mundo para todos instantaneamente. O Google, como o Big Bang, era algo único, uma liberação explosiva de inteligência bruta e inigualável energia criativa, e enquanto outros descreveram o que o Google conquistou ninguém jamais explicou como era se sentir fazendo parte disso. Pelo menos até agora. Douglas Edwards, o funcionário numero 59, oferece uma primeira visão por dentro do que era ser um Googler. Experimente a mistura enervante de camaradagem e competitividade enquanto Larry Page e Sergey Brin, os jovens e idiossincráticos parceiros da empresa, criavam uma estrutura famosa pela sua não hierarquia, pela luta contra a sabedoria convencional, e a corrida para implementar uma miríade de novos recursos, enquanto, tranquilamente enterravam ideias passadas e produtos danificados. Estou Com Sorte captura pela primeira vez a cultura autoinventada da mais transformadora corporação do mundo e oferece um acesso único às emoções, particularmente as tensões, experimentadas por aqueles que construíram da noite para o dia uma das marcas mais conhecidas do mundo.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Não fui um jovem rebelde. Daquele tipo nascido para o sucesso, que passou sem problemas pela faculdade de administração, conseguiu um emprego em uma empresa de consultoria e então partiu para um alto cargo de gerência em uma empresa de tecnologia inovadora que acabou de ganhar o disco de platina. Nunca quis ser esse cara. Eu me formei em inglês. Fiquei algum tempo à deriva enquanto estava na faculdade, sem nenhum plano sequer quanto ao que faria quando me formasse. Acabei trabalhando em vários empregos temporários na área de marketing até 1992, quando entrei para o San Jose Mercury News6 (também conhecido como Merc). Estava com 34 anos e pronto para me estabelecer em algo mais permanente. — Vamos ter outro bebê — minha esposa, Kristen, me lembrou — e ele vai precisar de sapatos novos. Sete anos se passaram. Era 1999 e eu já estava com 41 anos. Tinha um salário fixo e um terceiro filho, e estava estabelecido em uma empresa grande e sólida, com 150 anos de história e com um pé no futuro. Mas, ao invés de me acomodar e ficar quieto lá, deixei o emprego para me juntar a uma empresa “startup”7, que ainda não tinha faturamento nem um plano definido de trabalho. Eu estava louco? Por que estaria disposto a aceitar um salário de 25 mil dólares a menos por ano, em uma função nada glamorosa, para estar ao lado de um bando de estudantes universitários, brincando de criar uma empresa?


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Encontrei na livraria e achei interessante.


 

Para baixar ou visualizar o E-BOOK é necessário logar no site.
Clique aqui! para efetutar seu login.

 

Não tem uma conta?
Clique aqui e crie a sua agora!