carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

E dai? Eu sei Que Não Sou Assim

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
E dai? Eu sei Que Não Sou Assim

Livro Bom - 6 opiniões

  • Leram
    3
  • Vão ler
    14
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    2

Autor: Mônica Alves Ribeiro Damaso

Editora: Ensinamento

Assunto: Adolescente

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 36

Ano de edição: 2011

Peso: 120 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar
tenho
trocar
empresto
favorido
comprar
quero-ganhar

 


Bom
Edna Rosa
31/05/2013 às 14:56
Santa Terezinha de Itaipu - PR
Percebo pelos cometários que esse é um livro encantador, contudo, conheci ele aqui, neste ambiente virtual. Se alguém já leu e gostaria de compartilhar a leitura, eu ficaria muito feliz de recebê-lo como doação. Abraço.


Ótimo
Flavia Mafra
12/01/2012 às 22:15
Brasília - DF

O livro narra a história de uma menininha chamada Ana Cecília. Ela nunca imaginou que ao ser chamada de feia, e se entristecer com isso, um mundo diferente e mágico se abriria pra ela. Nesse mundo mágico encontrará criaturas estranhas, que também acreditam em imagem distorcida por espelho. Ali terão a chance de descobrir quem são de verdade e tomarão decissões que que podem mudar suas vidas, dali pra diante.



Um livro fácil de ler, que faz o leitor repensar sobre varias coisas que escutamos e não gostamos ... E também nos faz entender que algumas coisas que escutamos devem ser esquecidas na mesma hora, pois não devemos ficar pensando se somos aquilo que ouvimos: se sou feio, se pareço um bolo fofo, se sou tampinha: E daí? Eu sei que não sou assim! Enfim o livro mostra que nada disso importa: nem a aparência, nem o jeito de andar. Cada um é o que é. Ninguém é perfeito.


Ótimo
Elias Marinho
12/01/2012 às 22:13
Santa Maria - DF

Ao ler este livro, não pude deixar de lembrar do maravilhoso “O Mágico de Oz” de 1939, pois se passam em mundos parecidos.

Este livro merece o conceito de muito bom pois cumpriu muito bem o seu papel que é o de falar de um assunto tão importante que é o problema da aparência vs essência que deprime pessoas de todas as idades, escravizando-as a serem da maneira que “meia dúzia” de pessoas consideram como o padrão mundial de beleza, tudo isso de uma maneira que uma criança entenda e absorva.

Excelente condução da história e mais excelente ainda as ilustrações.



Ótimo
Thomaz Saulo da SIlva Natividade
12/01/2012 às 22:12
Brasília - DF

Uma leitura prazerosa e divertida, com linguagem voltada a crianças e carregada de ensinamentos que muitos, apesar de experientes não aplicam. A autora demonstra de forma descontraída a importância da essência e da personalidade de cada ser. A mensagem apresentada é muito boa pois mostra a importância dos verdadeiros valores do homem, ao mesmo tempo confrontando-o com seus preconceitos. O homem é o que acredita ser, independente dessa crença ser interna ou externa, cabe apenas a ele, ignorar ou corrigir seus pequenos defeitos, e – quando couber - exaltar suas qualidades.


Ótimo
Cris Felizardo
12/01/2012 às 22:08
Brasília - DF

Uma leitura rápida e interessante! Coincidentemente ao sair de casa, hoje pela manhã, ouvi um comentário que me deixou chateada. Ao chegar ao local onde trabalho, li o “E daí? Eu sei que não sou assim” e percebi que me chateei por pouca coisa. Este livro é “raio de sol”.


Ótimo
Marcio Mafra
12/01/2012 às 22:06
Brasília - DF

Mônica Damaso escreveu um livro para adolescentes, ou pré-adolescentes. Ana Cecília, a personagem principal, chorou muito quando sua coleguinha Kika disse que ela era feia. Daí para chegar à feiorérrima foi um pulo. De repente o espelho engoliu Ana Cecília....e quando a devolveu ela já estava alegre, feliz, e convencida de que nada é tão feio quanto parece. Uma ótima forma de melhorar a auto-estima. Como se trata de um livro de estréia, a Mônica Damaso também pode ficar feliz, pois olhando aqui da janela da Livronautas não enxergamos nenhum defeito na sua historinha. Muito bom.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A história de Ana Cecília, que se achava feiorérrima porque a Kika, sua colega de escola, disse que ela era muito feia.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

- Silencio, por favor, silencio! Fiquem calmos, nada aqui é para sempre.
Vocês estão com a aparência daquilo que acreditaram ser.
Viram em que se transformaram?
Quando alguém diz algo sobre nos, que nos ofende ou nos entristece, a gente acaba acreditando que tem aquela aparência, mas, na verdade, não somos nada disso. A menina feia, por exemplo, é muito bonita, acreditam?
O tampinha ainda vai crescer muito, pois ele só tem 6 anos.


  • Eu não sou feia

    Autor: Gustavo Moreno

    Veículo: Correio Braziliense

    Fonte:

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Em dezembro de 2011, Livronautas recebeu mensagem da autora perguntando se poderíamos comentar o livro “E daí? Eu sei que não sou assim”. Compramos o livro e o passamos entre diversos dos nossos leitores. As opiniões estão nos comentários.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2018
Todos os direitos reservados.