carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

O Diabo Veste Prada

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
O Diabo Veste Prada

Livro Bom - 2 comentários

  • Leram
    5
  • Vão ler
    10
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    5

Autor: Lauren Weisberger

Editora: Record

Assunto: Romance

Traduzido por: Ana Luiza Borges

Páginas: 410

Ano de edição: 2006

Peso: 575 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Ótimo
Cris Felizardo
31/03/2012 às 20:00
Brasília - DF

O Diabo o veste Prada é um livro hilariante, considero-o um manual de sobrevivência para o mundo cão em que vivemos. Andrea Sachs é uma jovem recém licenciada em literatura, que tem o sonho de trabalhar no seu jornal de referência, The New Yorker, que admira desde o tempo da faculdade. O caminho que tem de trilhar não vai ser “a estrada de pedrinhas brancas”, Andrea consegue o emprego dos sonhos de muitas garotas, de assistente da editora de moda da revista mais famosa do mundo, Runway, esse emprego dava às assistentes de Miranda Priestly a possibilidade de depois de um ano de trabalho, poderem escolher uma colocação em qualquer outra publicação. Assim sendo Andrea resolve abdicar de um ano da sua vida pessoal, da família, dos amigos, do namorado, dos seus gostos pessoais para se dedicar 24 sobre 24 horas à seu chefe que se torna num abrir e fechar de olhos na sua dona absoluta e exclusiva. Ela que era extremamente simples tem que por de parte os seus jeans, mocassins, as suas t-shirts, para usar só e exclusivamente roupa de marca, stilletos, calças de cabedal justíssimas, maquiagem, para poder ser uma escrava, mas cheia de estilo. O seu trabalho como assistente de Miranda Priestly consiste em ir buscar inúmeros pequenos almoços, uma vez que não sabe nunca a que horas é que Miranda chegará e o mesmo deve estar sempre quente, tratar de almoços, jantares, mandar roupa para a lavanderia, levar cães ao veterinário, marcar cabeleireiros, maquiagens, massagem escolher cozinheiros, empregadas domésticas, amas para as filhas de Miranda, um sem fim de coisas que fazem do seu dia a dia um inferno, até porque Miranda vai telefonando de minuto a minuto e sempre que se lembra de mais um absurdo absolutamente inadiável, que Andrea tem que fazer, nem que seja praticamente impossível de concretizar. A vida de Andrea transforma-se num caos porque além de ter um trabalho desgastante era humilhada o tempo todo por Miranda..


Agora chega de falar da história do livro Diabo Veste Prada e falar da mensagem que o livro me deixou:

- Eu encontrei a importância das relações humanas, dos valores insubstituíveis como o amor, a amizade, o companheirismo. Encontrei também o vírus mais perigoso, o vale tudo para quase tudo, o atropelo constante dos valores humanos, para conseguir uma promoção, para ser o/a escolhido/a, para ter um lugar ao sol, e infelizmente existem pessoas assim no nosso convívio, seja na faculdade, trabalho etc.


Ruim
Marcio Mafra
31/03/2007 às 12:35
Brasília - DF

O livro conta a história de Andrea, uma americana de classe média, recém saída da universidade, em seu primeiro emprego.


O conteudo do livro mais parece um auto retrato da vida da autora, que também trabalhou num emprego parecido com o do romance. Andrea consegue uma função de assistente da Secretária Executiva da editora da Revista Runway. Trata-se da mais famosa e badalada revista de moda do mundo inteiro. É uma história tosca, tola e infantil. As cenas - do livro e também do filme - muito se assemelham com roteiros de filmes pastelão. 

A história narrada no livro - e também no filme -   é muito superficial, vazia e sem graça.

A autora, pode ser muito boa para americano incauto. Há que se aprofundar para saber como uma história tão vazia tenha virado filme. Até porque, nem mesmo, se trata de uma história caricata.


Não vale nada, nem a leitura. É ruim de dar dó.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

História de Andrea Sachs que, ao sair da faculdade de comunicação, arrumou o primeiro emprego na revista de moda Runway, desempenhando as funções de uma das assistentes da editora da revista Miranda Priestly, cujo comportamento dá título ao livro.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

O bendito dia esperado, sonhado, finalmente chegou. Miranda não só tinha saido do escritório, mas do país tambem. Tinha pulado para seu assento no Concorde menos de uma hora antes de se encontrar com alguns estilistas europeus, fazendo de mim, naquele momento, incontestavelmente a garota mais feliz do planeta. Emily continuou tentando me convencer de que Miranda era ainda mais exigente quando estava no exterior, mas eu nao entrei nessa. Eu estava planejando minuciosamente como passar cada momento extático das duas próximas semanas, quando chegou urn e-mail de Alex.

Oi, gata, como val? Espero que o seu dia tenha sido no mínimo tranquilo. Deve estar adorando ela ter viajado, não? Aproveite. Só queria saber se voce vai poder me ligar hoje por volta das tres e meia. Terei uma hora livre antes do programa de leitura começar e preciso falar com voce. Nada importante, mas gostaria de falar. Amor, A.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Passando pela Fnac, comprei o livro sem, em face de um filme, do mesmo nome, estar sendo exibido em todos os cinemas da cidade.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2020
Todos os direitos reservados.