carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Você está aqui Principal / Livros / Em Segredo de Justiça

Em Segredo de Justiça

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
Em Segredo de Justiça

Livro Mediano - 1 opinião

  • Leram
    3
  • Lendo
    2
  • Vão ler
    8
  • Relendo
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Gabriel Lacerda

Editora: Xenon

Assunto: Romance

Traduzido por: Livro Editado em Português do Brasil

Páginas: 272

Ano de edição: 1995

Peso: 325 g

comentar
  • lido
  • lendo
  • vou-ler
  • re-lendo
  • recomendar
tenho
trocar
empresto
doar
aceito-doação
favorido
comprar
quero-ganhar

 

Mediano
Marcio Mafra
05/04/2008 às 15:30
Brasília - DF

Este é um livro, que embora não seja bom, parece interessante. O Gabriel Lacerda é um advogado e escreveu o livro, como a descrição de um processo judicial, dramatizando bastante a figura do Juiz do feito, o Dr. Inácio. O outro personagem pendurado na história é o Osório, que é o responsável pelo cartório da Vara. O Dr. Osório também entra na história só para descrever os trâmites processuais. O tema, uma ação que pretende obter indenização por danos causados à moral num relacionamento amoroso entre Tânia e seu chefe Ranulfo Azevedo, também advogado. Pode parecer uma história engraçada, mas, na verdade é muito chata. Chata porque tola. Se o leitor não for do meio jurídico, a história fica - além de tola - monótona porque só quem é do meio acha engraçadinha a tramitação processual. O final, além de esperado, contrariando o dito de que cabeça de juiz, barriga de mulher e urna de votação sempre podem surpreender, não surpreendeu em nada. Livro chato de linguagem pernóstica, assim como é a linguagem adotada pela magistratura.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A historia de um processo sobre danos morais que Tânia Ravasi, administradora, impetrou contra Ranulfo Alves, advogado porque ela se sentiu ofendida e prejudicada financeiramente após o rompimento do caso entre os dois.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

No Mérito
7- A esta altura V.Excia. terá, espera-se, deferido o pedido preliminar e riscado dos autos as 'injúrias à honra de Tânia.
8- Admitindo-se, porém, por amor ao argumento,
que não o tenha feito, terá certamente relido as malsinadas afirmativas; e, ao fazê-lo, terá verificado que tudo que faz a inicial da reconvenção é descrever Tânia como uma prostituta, autêntica rameira, pondo à venda o próprio corpo em troca de vantagens pecuniárias.
9- Ora, Excia., isso é apenas um insulto desesperado. Tânia é uma mulher honesta, de cuja reputação não se conta nada desabonador, que sempre trabalhou para sustentar-se e para ajudar a mãe viúva.
10- Na verdade, tentando colocar Tânia no papel de cortesã, tudo o que consegue o patrono de Ranul fo é descrever seu cliente como um rematado tolo, que se comporta como um inexperiente colegial.
11- A descrição contudo é totalmente inverossímil, beirando a fantasia. Ranu1fo é um homem com mais de 50 anos, bem sucedido na profissão, com dinheiro, poder e relações; conhecido e respeitado nas diversas comunidades de que faz parte ou em que milita.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Fred Monteiro Filho me presenteou este livro


 

Para baixar ou visualizar o E-BOOK é necessário logar no site.
Clique aqui! para efetutar seu login.

 

Não tem uma conta?
Clique aqui e crie a sua agora!