carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

O Livreiro de Cabul

Para usar as funcionalidades você precisa estar logado(a). Clique aqui para logar
Erro ao processar sua requisição, tente novamente em alguns minutos.
O Livreiro de Cabul

Livro Bom - 1 comentário

  • Leram
    1
  • Vão ler
    1
  • Abandonaram
    0
  • Recomendam
    0

Autor: Asne Seierstad

Editora: Record

Assunto: Jornalismo

Traduzido por: Grete Skevik

Páginas: 316

Ano de edição: 2006

Peso: 405 g

Avalie e comente
  • lido
  • lendo
  • re-lendo
  • recomendar

 

Bom
Marcio Mafra
20/07/2006 às 12:32
Brasília - DF

O Livreiro de Cabul é um livro "diferente", porque narra uma história de família afegã, que só agora, os ocidentais começam a conhecer. Tal conhecimento vem pelo lado ruim dos afegãos: suas guerras e batalhas. É focado na história de um homem razoavelmente culto, que vendia livros. A autora, foi viver alguns meses na casa dele e assim contou toda a história de sua família, com suas burcas, sonhos, submissão, pobreza, agressões físicas, taras sexuais, exploração de crianças, costumes sociais e religiosos. A única semelhança que o Livreiro de Cabul guarda com o Caçador de Pipas, além do Afeganistão, é a submissão. O Caçador é um livro primoroso e bom. Este é chato e pretensioso. A história não desenrola. Não anda. Não desenvolve. Ficou a impressão que a tradução não ajudou. Como reportagem também não é lá essas coisas. É assim: história ruim, livro ruim.


Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

A história de Sultan Khan, o livreiro de Cabul e seus familiares, filhos e mulheres com suas burcas. Um relato emocionado da opressão às mulheres e crianças no Afeganistão, mesmo após a queda do regime talibã.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Quando o Talibã assumiu o poder em Cabul em setembro de 1996, 16 decretos foram transmitidos pela Rádio Sharia. Urna nova era estava começando. 1. É proibido às mulheres andar descobertas. É proibido aos motoristas aceitar mulheres que não estejam usando burca. Se o fizerem, o motorista será preso. Se mulheres assim forem vistas na rua, suas casas serão encontradas e seus maridos punidos. Se as mulheres vestirem roupas insinuantes ou atraentes, desacompanhadas de parentes próximos do sexo masculino. o motorista não poderá levá-las no carro. 2. Proibição contra a música. Fitas cassetes e música são proibidas em lojas, hotéis, veículos e riquixás. Caso sejam encontradas fitas de música numa loja, seu proprietário será preso e a loja fechada. Se uma fita for encontrada num veículo, este será apreendido e o motorista será preso. 3. É proibido barbear-se. Aquele que se barbear ou cortar a barba será preso até que a barba tenha crescido até o comprimento de um punho. 4. Oração obrigatória. As orações devem ser observadas em horários fixos em todos os distritos. A duração exata da oração será anunciada pelo Ministério da Promoção da Virtude e Prevenção do Vício. Todo transporte fica estritamente proibido nos 15 minutos antes da oração. É obrigatório ir à mesquita durante o horário da oração. Se jovens forem vistos em lojas, serão imediatamente presos. 5. É proibido criar pombos e promover rinhas de aves. Este passatempo deve ser reprimido. Pombos usados em jogos e rinhas serão mortos. 6. Erradicação das drogas e de seus usuários. Usuários de drogas serão presos e o vendedor e seu estabelecimento investigados. O estabelecimento será fechado e ambos os criminosos, proprietário e usuário, serão presos e punidos. 7. É proibido soltar pipas. Soltar pipas tem conseqüências nefastas, assim como o fomento a jogos de azar, mortes entre crianças e ausência do aluno nas escolas. Lojas que vendem pipas serão fechadas. 8. É proibido reproduzir imagens. Fotos e retratos em veículos, lojas, casas, hotéis e outros lugares serão retirados. Os proprietários destes estabelecimentos devem destruir todas as imagens existentes. Veículos com imagens seres vivos serão detidos. 9. Estão rigorosamente proibidos os jogos de azar. Os estabelecimentos serão fechados e os jogadores ficarão detidos por um mês. 10. É proibido usar cortes de cabelo no estilo americano ou inglês. Homens com cabelos compridos serão presos e levados para o Ministério da Promoção da Virtude e Prevenção do Vício para cortarem o cabelo. O criminoso pagará o barbeiro. 11. São proibidos empréstimos a juros, taxas de câmbio e de transações. Estes três tipos de transação financeira estão proibidos no Islã. Caso as regras sejam quebradas. o criminoso ficará preso por um período indeterminado. 12. É proibido lavar roupa à margem dos rios. Mulheres que desobedecerem a esta lei serão retiradas de maneira respeitosa do local e levadas para suas casas, onde seus maridos serão duramente punidos. 13. Musica e dança são proibidos em festas de casamento. Caso esta proibição seja desobedecia, o chefe da família será preso e punido. 14. É proibido tocar tambor. Se alguém for flagrado tocando tambor, o conselho religioso decidirá a punição. 15. É proibido a alfaiates costurar roupas femininas ou tirar medidas das mulheres. Caso sejam encontradas revistas de moda na loja, o alfaiate será preso. 16. É proibida a prática da bruxaria. Todos os livros sobre este tema serão queimados, e o mago ficará preso até se arrepender. Além destes 16 decretos, foi divulgado um apelo às mulheres de Cabul: Mulheres, vocês não devem sair de suas casas. Caso o façam. não devem se vestir como aquelas mulheres que costumavam andar com roupas da moda, muito maquiadas e se exibindo para qualquer homem quando o Islã ainda não chegara ao país. O Islã é uma religião salvadora e determinou que as mulheres devem ter uma dignidade especial. As mulheres não devem atrair a atenção de pessoas nocivas que lhes dirijam olhares maliciosos. As mulheres são responsáveis pela educação e união da família, pela provisão de alimentos e vestuário. Caso precisem sair de casa, devem se cobrir de acordo com a lei da Sharia. Se andarem com roupas da moda, ornamentadas. apertadas e atraentes para se exibir, serão condenadas pela Sharia Islã e perderão a esperança de um dia chegar ao Paraíso. Serão ameaçadas, investigadas e duramente punidas pela polícia religiosa, assim como os membros mais velhos da família. A polícia religiosa tem o dever de combater estes problemas sociais e continuará com seus esforços até ter erradicado o mal. Allahu akbar - Deus é grande.


Nenhuma informação foi cadastrada até o momento.

Marcio Mafra
18/01/2013 às 19:17
Brasília - DF

Comprei o livro, porque a mídia está incensando todos os autores que escrevem sobre o Afeganistão. O livro, só agora publicado no Brasil, tinha sido lançado há mais de 3 anos e foi traduzido para mais de 30 paises, quando vendeu mais de 2 milhões de exemplares. O editor também fez uma alusão ao Caçador de Pipas, de Kaled Hosseini.


 

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2020
Todos os direitos reservados.