carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Textos inteligentes

 

Morte - Mário Quintana

A Morte não melhora ninguém
Leia mais [+]

Mente Aberta - Clarice Lispector

Não se preocupe em entender, Viver ultrapassa qualquer entendimento
Leia mais [+]

Existência da Arte - Flip 2010

A arte existe porque a vida excede
Leia mais [+]

Para Começar A Escrever - Izabel Allende

Para começar a escrever seja como os esportistas: treinar e treinar.
Leia mais [+]

Maturidade - Izabel Allende

O bom da maturidade é que se desprende, Se fica mais humilde, mais sábio, Mais livre, mais desprendido do mundo, Mais desapego,  Mais louca.
Leia mais [+]

Receita de Ano Novo - Carlos Drummond Andrade

RECEITA DE ANO NOVO Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido) para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser; novo até no...
Leia mais [+]

Inutilidades: Deus ou Religião - Barbara Ehrenreich

A noção de um poder superior que nos protege pode ser emocionalmente reconfortante, mas o que precisamos para sobreviver é ter menos crenças e desenvolver um pensamento mais lúcido. Não precisamos acreditar em nada, e sim tentar compreender o que acontece, além de, naturalmente, ser solidário e tomar conta dos...
Leia mais [+]

Definição de site - Gabriel Lacerda

O site é uma obra que não termina.
Leia mais [+]

Peço Silencio - Pablo Neruda

Pablo Neruda,  ou   Neftalí Ricardo Reyes Basoalto. chileno, nasceu em 1904 e morreu em 23 setembro 1973, em Santiago. Poeta e diplomata, graduado em pedagogia em francês pela Universidade de Chile, recebeu o Nobel de Literatura de 1971.   Peço Silêncio  Agora me deixem tranquilo. Agora se acostumem sem mim. Eu vou fechar...
Leia mais [+]

Questões de Vida e Morte - Karl Ove Knausgard

Texto extraído de As Memórias dolorosas do escritor norueguês Karl Ove Knausgard,    Para o coração a vida é simples: ele bate enquanto puder. E então para. Cedo ou tarde, mais dia, menos dia, cessa aquele movimento repetitivo e involuntário, e o sangue começa a escorrer para o ponto mais inferior pelo...
Leia mais [+]

As flores - Anne Frank

Os mortos recebem mais flores que os vivos, porque o remorso é mais forte que a gratidão. (Este texto se encontra no Museu Casa de Anne Frank, em Amsterdan, Holanda)
Leia mais [+]

A Guerra Solitária - Conceição Freitas

A guerra solitária Faz muito tempo, quase 20 anos, quando eu ainda achava que era a dona da razão, me envolvi num episódio constrangedor, quase violento. Um homem havia fechado a passagem de carro improvisada nos fundos das 700s Norte. Ele era proprietário de um caminhão guincho e o consertava. Era noite, talvez um sábado, não me...
Leia mais [+]

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

Ser gentil ao invés de ter razão
Leia mais [+]

Biblioteca Pessoal - Rodrigo Petrônio

Toda biblioteca pessoal, antes de ser uma biblioteca, é pessoal. Uma extensão daquele que a criou. Cada livro um vestígio de sua vida. Um livro não traduz apenas aquele que o escreveu Contém em si todos os que o leram; Revela todos os que, de mãos em mãos, o preservaram.   Extraído do artigo "Em...
Leia mais [+]

O Mal de Alzheimer - Sergio Kolodziey

A doença de Alzheimer às vezes toma conta de mentes notáveis: Um médico que dirigiu um dos mais importantes hospitais do DF. Um pianista, um arquiteto que participou da criação de obras conhecidas, uma professora aposentada da UNB. Sergio enumera as causas, com a autoridade de quem não precisa de dados científicos. Fala do medo que a...
Leia mais [+]

Ligue o Foda-se e Seja Feliz - Fernando Pessoa

Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas, que já tem a forma de nosso corpo, e esquecer nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia; e, se não ousamos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos. Fernando Pessoa
Leia mais [+]

Ulisses Manda Recado - Conceição Freitas

Autor: Conceição Freitas- Jornalista do Correio Braziliense Veiculo:Jornal Correio Braziliense, publicado na coluna dia 7 de maio de 2008. Nunca li Ulisses, o de Joyce. Nem estava nos meus planos, a essa altura, enfrentar a peleja. Não tenho veleidades beletristas, não quero ler tudo nem todos nem os melhores. Não tenho tempo para tanto. A vida...
Leia mais [+]

O Dia do Homem - Conceição Freitas

O DIA DO HOMEM - CONCEIÇÃO FREITAS, CORREIO BRAZILIENSE, 9 de março de 2008 O Dia do Homem. Casada há mais de 40 anos com o mesmo homem, a senhora calma e sorridente comenta: sei mais sobre ele do que ele mesmo. Sei o que ele quer, o que está sentindo, onde se atrapalhou e, na maioria das vezes, ele fica sem saber. Eu resolvo e pronto. Homem...
Leia mais [+]

A Curva - Oscar Niemeyer

Não é o ângulo reto que me atrai. Nem a linha reta, dura, inflexível,     criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e     sensual. A curva que encontro nas     montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas nuvens do céu, no corpo da mulher amada. De...
Leia mais [+]

A leitura e os profissionais - Oscar Niemeyer

(entrevista em 18 de março de 2007 (aos 99 anos de idade)    O senhor ja escreveu que tudo na vida é precário e ilusório e que, diante do tempo, tudo vai ser esquecido. Até suas obras ? "É tudo tão precário, como as nossas pobres vidas. É uma vaidade tola, isso não existe. O sujeito tem que...
Leia mais [+]

Receber nossos informativos

Siga-nos:

Baixe nosso aplicativo

Livronautas
Copyright © 2011-2018
Todos os direitos reservados.