carregando

Aguarde por gentileza.
Isso pode levar alguns segundos...

 

Você está aqui Principal / Livros / Recentemente comentados

1912 livro(s) recentemente comentado(s)

  Livro Usuário Conceito Comentário
Harry Potter e a Câmara Secreta Harry Potter e a Câmara Secreta
J K Rowling
Raquel Davi Teles Bom
Muito bom
Cartagena Contada Por La Pluma de Uma Mariamulata Cartagena Contada Por La Pluma de Uma Mariamulata
Jhonatan Rojas
Marcio Mafra Excelente
El joven escritor Jhonattan Rojas es un maestro absoluto. Jhonattan tiene un singular talento como narrador. "Cartagena dicho por La Plume Un Mariamulata" es su primera novela y tiene un ritmo obsesivo, una trama llena de giros, con la belleza, la poesía, el humor, el lirismo que abarca las antiguas calles y plazas de la hermosa ciudad amurallada ... Martin, el protagonista, es su discípulo Salomon dejar que desnuda el aislamiento depresivo del ego y el orgullo, la apertura al amor, la belleza y la felicidad, sin ningún temor a enfrentarse a los desafíos de la vida. Puedo decir que Jhonattan Rojas, con su brillante talento hace que la escuela en el mismo género del realismo mágico de Gabriel García Márquez. Su libro es una obra de arte brutalmente a tocar. Marcio Mafra. Brasilia, 11 de Febrero, de 2017. O jovem escritor Jhonattan Rojas é um mestre absoluto. Jhonattan tem um talento singular como um contador de histórias. "Cartagena dito por La Plume A Mariamulata" é o seu primeiro romance e tem um ritmo obsessivo, uma trama cheia de reviravoltas, com a beleza, poesia, humor, lirismo cobrindo as antigas ruas e praças da bela cidade murada. .. Martin, o protagonista, é seu discípulo Salomon deixar o isolamento ego nu deprimente e orgulho, abertura ao amor, beleza e felicidade, sem qualquer medo de enfrentar os desafios da vida. Posso dizer que Jhonattan Rojas, com seu talento brilhante faz escola no mesmo gênero do realismo mágico de Gabriel García Márquez. Seu livro é uma obra de arte brutalmente jogar. Marcio Mafra. Brasília, 11 de fevereiro, 2017.
90 Livros Clássicos Para Apressadinhos 90 Livros Clássicos Para Apressadinhos
Henrik Lange
Juliano Damião Ótimo
Otimo
Brisingr Brisingr
Christopher Paolini
Vera Santos Muito Bom
Um ótimo livro indico para todos.
O Alquimista (O Alquimista em Portugues do Brasil) O Alquimista (O Alquimista em Portugues do Brasil)
Paulo Coelho
Vera Santos Ótimo
Adoro ler os livros de Paulo Coelho
O Ladrão de Raios - Percy Jackson e os Olimpianos Livro Um O Ladrão de Raios - Percy Jackson e os Olimpianos Livro Um
Rick Riordan
Vera Santos Ótimo
O livro é muito bom li todos os livros da coleção.
A Guerra Não Tem Rosto de Mulher A Guerra Não Tem Rosto de Mulher
Svetlana Aleksiévitch
Marcio Mafra Excelente
Svetlana Aleksiévitch, com o livro “A Guerra Não Tem Rosto de Mulher” recebeu o prêmio Nobel de Literatura de 2015. Nunca qualquer autor ou historiador escreveu sobre as mulheres que foram para a 2ª Guerra. Salvo uma ou outra exceção como a polonesa Krystyna Skarbek, a neozelandesa Nancy Wake, a francesa Andrée Borrel, a britânica Cecile Pearl Witherington e a americana Virginia Hall. Na verdade, ninguém deu bola para quase um milhão de mulheres russas que enfrentaram os horrores da guerra. Essa visão feminina tem sido negligenciada ao longo dos anos. Histórias da guerra são contadas pelos homens, só eles aparecem como heróis ou mártires, como se elas nem sequer tivessem lutado naquelas cruéis frentes de batalha contra os alemães nazistas. Se não bastasse toda a angústia da guerra, ao longo do livro também se percebe que para as russas a guerra não terminou com o suicídio de Hitler. Aquelas mulheres, ao retornarem para suas cidades de origem e tirarem suas pobres fardas não eram bem vistas pelas famílias que não foram para as frentes de batalha. As guerreiras, todas ainda jovens, só foram úteis para lutar. Após o “Dia da Vitória” ao retornarem para suas cidades, suas casas e famílias elas eram consideradas vadias, putas, e libertinas. Mulheres mal vistas que não serviam para casar. É um livro chocante, diferente, emocionante, sensacional. Leitura pra macho ficar comovido.
Pornô Pornô
Irvine Welsh
Marcio Mafra Péssimo
Quando um livro vira filme – e dá certo – significa sucesso de crítica, de publico e de bilheteria. Ou seja, fama e dinheiro derramam por todos os lados do autor. Então o editor convence o autor a escrever outros livros para aproveitar o sucesso. Pornô é isso. Pornô é livro rabo de foguete*. Irvine Welsh fez muito sucesso com seu livro “Trainspotting” que virou filme. Daí escreveu este livro, que no Brasil editado com o nome de Pornô. Uma porcaria de livro e uma porcaria de história. Personagens trazidos ou inspirados do livro anterior (Trainspotting) Sick Boy, Frank Begbie, Spud, Leigh, Danny, Renton, Curtis, Mel, Dianne, Nikki são todos viciados e dependentes de cocaína, maconha, anfetaminas e algum sexo. A pornografia descrita no livro nem mesmo parece nojenta, pode ser chocante, talvez repulsiva, mas absolutamente distante da sensualidade. O que salta das páginas são histórias bizarras, grosseiras, toscas, sobre os efeitos e consequências da dependência de drogas pesadas e o vazio de personagens desvairados. Ou belos exemplos de psicopatas sem nenhum laço afetivo, muito viciados em droga pesada, que só usavam o sexo animal e sem prazer. No entanto, o finalzinho da história (última frase) consegue surpreender o leitor. * Rabo de foguete literário É fenomeno que não pode ser visto nos céus, mas existe aqui na terra. Sempre que um autor faz sucesso na edição de um grande livro, ele sai da categoria de autor e vira escritor. Aí o seu genial aditor, no rastro daquele foguete, publica um ou mais livros que apenas vendem, sem fazer sucesso, mas estarão sempre atrelados ao rabo de foguete.
Sherlock Holmes - Coleção Contos - Vol. 2 Sherlock Holmes - Coleção Contos - Vol. 2
Conan Doyle
Ailce Zulmira da Costa Muito Bom
Amo as histórias desse detetive. E meus alunos também.
Gelo Negro Gelo Negro
Becca Fitzpatrick
MAYARA YADMA BAIS SOARES Ótimo
Livro com escrita simples. Por sua boa narrativa, recomendo a leitura.
O Estudante O Estudante
Adelaide Carraro
ROSALIA DE SOUSA LIMA COSTA Mediano
Muito bom. Conscientiza o adolescente sobre os riscos com as drogas. O que ela faz com vc e sua familia.
O Estudante O Estudante
Adelaide Carraro
ROSALIA DE SOUSA LIMA COSTA Mediano
Esse livro é voltado aos adolescentes visando explicar a eles a realidade do que pode acontecer com sua vida quando nos envolvemos com drogas. Li. Minha filha adolescente leu. Meu filho pré adolescente está lendo.
Quem é Você Alasca? Quem é Você Alasca?
John Green
Livia Dos Reis Ribeiro Ótimo
Sou completamente apaixonada pelo John Green, tudo o que ele publica eu leio. E esse livro vale muito a pena. Esse é um daqueles livros que você vicia e não querer parar de ler até chegar no fim.
Inferno Inferno
Dan Brown
Juliana Bento Bom
Estou adorando ler esse livro, já conhecia a história de Dante ( mesmo ainda sem a ler A Divina Comédia) através da leitura da trilogia O Inferno de Gabriel. Está sendo uma ótima experiência ver a história de Dante novamente com esse contexto, pois é muito cativante, envolvente e emocionante. Como sempre Dan Brown sabe como prender a gente com uma dose aventura e ação e aquele toque de romance.
L'Alchimiste (O Alquimista em Francês) L'Alchimiste (O Alquimista em Francês)
Paulo Coelho
Wilson Ribeiro dos Santos Ótimo
Eu recomendo a leitura deste livro! Considero um livro ótimo.
5 Passos Para Ser Rico 5 Passos Para Ser Rico
Leonardo Mendes
marta borella de campos Ótimo
Excelente, ajuda muito na vida financeira.
Onze Minutos Onze Minutos
Paulo Coelho
MARCILENE MAIARA MOREIRA DE OLIVEIRA Muito Bom
Livro incrível , consegui mergulhar em um leitura intensa e ao mesmo tempo saborosa, recomendo muito os livros de Paulo Coelho. ÓTIMO
Descubra o Valor do Terço Descubra o Valor do Terço
João Mohana
Hosna da Silva Ferreira Bom
(Muitos ficam azedos com o passar dos anos e começam a entrar em sites com o único objetivo de espezinhar a fe alheia.) Este e todos os outros livros católicos são ótimos .Recomendadissimo!!!!!!Quem critica só faz isso por despeito.
Do Outro Lado Do Outro Lado
Mary del Priore
catiucia alves Mediano
Livro bom para quem tem curiosidade de saber como surgiu o espiritismo.
Lettres Persanes (Cartas Persas) Lettres Persanes (Cartas Persas)
Montesquieu
Marcio Mafra Excelente
Lettres persanes sont des textes philosophiques et politiques Baron de Montesquieu, qui ont été publiés en France en 1721. Montesquieu utilisé la «carte de genre», car il était le seul moyen d'entrer dans des questions critiques droite sans perdre de temps avec des questions connexes que pour un auteur philosophe, inévitablement, ils se sont accumulés. Il était une publication anonyme comme un moyen de se protéger de la main vengeresse et puissant de Louis XVI, et aussi la vaine et non moins puissant des autorités ecclésiastiques de temps. Usbeck et Rica sont les deux personnages qui signent les lettres, adressées à ses amis qui vivent en Perse. Les lettres sont critiques blessantes aux institutions politiques, l'élite des douanes, l'abus à la fois l'Église et l'État. Witty Montesquieu satire des "mœurs" bonnes dans toute la France - que ce fut la capitale culturelle du monde. Lorsque vous avez terminé "Lettres persanes" le lecteur aura remarqué que, au fond, les hommes restent les mêmes, avec les changements que de temps et de lieu. Les élites sont avec largesse et les citoyens ordinaires avec les maux des gouvernements, des lois, des religions et lesdites sociétés organisées. Google Tradution Cartas Persas (Lettres persanes) são textos do filósofo e político Barão de Montesquieu, que foram publicados na França em 1721. Montesquieu utilizou o “gênero cartas” porque era a única forma de entrar direto nos assuntos críticos, sem perder tempo com as questões acessórias que, para um autor filósofo, inevitavelmente se teriam acumulado. Foi uma publicação anônima, como forma de se proteger da mão vingativa e poderosa de Luiz XVI, e também das vaidosas e não menos poderosas autoridades da igreja da época. Usbeck e Rica são os dois personagens que assinam as cartas, dirigidas aos seus amigos que moram na Pérsia. As cartas são críticas ferinas às instituições políticas, aos costumes da elite, aos abusos tanto da Igreja como do Estado. Espirituoso Montesquieu satirizou a “moral e os Bons costumes” de toda a França – que já era a capital cultural do mundo. Ao concluir “Lettres Persanes” o leitor terá constatado que no fundo os homens continuam os mesmos, com mudanças apenas de tempo e lugar. As elites ficam com as benesses e o cidadão comum com as mazelas dos governos, das leis, das religiões e das sociedades ditas organizadas.
El Alquimista (O Alquimista em Espanhol da Colômbia) El Alquimista (O Alquimista em Espanhol da Colômbia)
Paulo Coelho
Marcio Mafra Excelente
A muchos les parece que Paulo Coelho es aburrido, que escribe malamente y sobre pequeñas cosas como de auto ayuda, bajo una aura de esoterismo. Cuando uno habla de Paulo Coelho, muchos ponen mala cara. Lectores que consideran a el un chato se enojaran por leer "El Diário de un Mago" Sin embargo, no puede ser sin una razón que El Alquimista vendió 11 millones de unidades. La Revista Veja, de 7 de agosto de 2002, informó la cantidad de los libros más vendidos de cada uno de los miembros de la Academia Brasileña de Letras que no estavan muertos a la fecha Paulo Coelho - O Alquimista - 11 millones João Ubaldo Ribeiro - Viva o Povo Brasileiro - 800 mil Zélia Gattai - Anarquistas Graças a Deus - 170 mil Lygia Fagundes Telles - Ciranda de Pedra - 150 mil Carlos Heitor Cony - Quase Memória - 105 mil Rachel de Queiroz - O Quinze - 100 mil Josué Montelo - Os tambores de São Luis - 30 mil Nélida Pinõn - A Republica dos Sonhos - 25 mil A su vez, Paulo Coelho vendió 11 millones. La soma de los demás no llega siquiera a 1,4 millón Quizá el secreto de El Alquimista sea su sencillez. Es una narrativa sin la gransiosidad o el brillo de autores reverenciados. En este sentido, Graciliano Ramos, en entrevista en 1948 dijo "Pues quien quire escribir debería hacerlo con sencillez. La palabra no fue hecha para engalanar, brillar como oro falso: la palabra fue hecha para decir" Paulo Coelho empeza contando la história de Santiago, un tipo comun, pastor de ovejas, que encuentra a un alquimista, un vendedor de cristales, una mujer sensual y así sigue su leyenda personal. Su objetio es llegar a las pirámides del Egipto, en el desierto, donde piensa que esta su tesoro. Este es el sueño...La historia tiene momentos surrealistas, mucho de encanto por una búsqueda espiritual, una pizca de religiones orientales, cosas i gente del desierto. Paisajes de un sueño muy bien construyidas, sin resbalar al sensiblero, ni a una didáctica de maestro espiritual. El libro es excelente, sin cualquier reparo.
A Cabana A Cabana
William P. Young
VANESSA FELICIANO DE JESUS Bom
Gostei bastante desse livro mudou minha forma de pensar em Deus.
Porque Construí Brasília Porque Construí Brasília
Juscelino Kubitschek de Oliveira
Paulo Berilli de Carvalho Ótimo
Excelente leitura. Conta, em uma narrativa emocionante, a epopéia da criação de uma cidade desde a sua concepção ideológica eté a sua inauguração. Durante a narrativa relata tudo o que acontecia à sua volta e a evolução de seu governo na viabilização e concretização de seu plano de metas. Depois de iniciada a leitura, é difícil parar de ler
A História dos Meus Dentes A História dos Meus Dentes
Valeria Luisetti
Marcio Mafra Ruim
Gustavo Sanchez, ou “o estrada”, leiloeiro profissional, devido aos compromissos de trabalho viaja muito e por isso acumula conhecimentos. Como leiloeiro tem muito sucesso com a venda de carros, joias, quadros ou qualquer coisa que caísse em suas mãos. Mas ele também comprava. Num leilão especial compra os dentes de Marilyn Monroe e os troca pelos seus. Depois ele vai vendendo todos os seus antigos dentes. Quando os dentes acabam ele leiloa a si mesmo. Surpreendentemente o comprador de Gustavo foi o seu próprio filho que, tinha sido abandonado na infância. Parece o samba do crioulo doido. Talvez seja o livro da autora doida. Embora a autora seja festejada em prosa e verso, e se diga que o estilo segue a tradição de Borges e Garcia Marquez, eu acho que está longe de que isto signifique talento. Talento tem o escritor que conta suas histórias e encanta o leitor. Eu não me encantei com "A História dos Meus Dentes"
Eclipse Eclipse
Stephenie Meyer
Ingrid Barcellos Pereira Muito Bom
Sem dúvidas o melhor da saga.
Um Cadaver Ouve Rádio Um Cadaver Ouve Rádio
Marcos Rey
Arlene Ferreira de Araújo Ótimo
Livro com gosto de infãncia. Ação , suspense, mistério ... Adorei
Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban
J K Rowling
Ana Paula da costa Ótimo
Toda a série de Harry Potter - como um todo - em minha opinião é excelente. Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, também. É sempre muito bom que as histórias e os livros tenham um pouco de magia.
Sherlock Holmes - Coleção Contos - Vol. 2 Sherlock Holmes - Coleção Contos - Vol. 2
Conan Doyle
Ana Paula da costa Muito Bom
Histórias do mais famoso detetive inglês, que prendem a atenção do leitor começo ao fim. Não atribuí o conceito "excelente", porque ainda não terminei a leitura. A coleção de contos Sherlock Holmes é um conjunto de varias historias, onde talvez se goste mais de umas, que de outras. Porém, numa visão geral, posso tranquilamente atribuir o conceito "livro ótimo".
Einstein Sua Vida Seu Universo Einstein Sua Vida Seu Universo
Walter Isaacson
Fernanda Quiles Faccioli Bom
Muito interessante, apresenta o Einstein não muito divulgado. Confesso que há capítulos com conteúdo muito matemático, físico, etc, que cansa um pouco, mas vale a pena a leitura toda.
L'Alchimista (O Alquimista em Italiano) L'Alchimista (O Alquimista em Italiano)
Paulo Coelho
Marcio Mafra Excelente
Molte persone trovano Paulo Coelho un noioso, che scrive male, piccole cose di auto-aiuto e sotto l'aura di esoterismo. Quando si tratta di Paulo Coelho, tutto storcere il naso. I lettori che trovano un 'Galoshes ", ha preso il capriccio, la lettura di" Il diario di un mago ". Tuttavia, non avrebbe dovuto essere un caso che l'alchimista ha venduto oltre 11 milioni di copie. La rivista Veja del 7 agosto 2002, ha riferito sul numero di best-seller, scritto da immortali dell'Accademia Brasiliana di Lettere e che non era morto fino alla data della relazione. Paulo Coelho - L'Alchimista - ha venduto 11 milioni di copie João Ubaldo Ribeiro - Live Popolo brasiliano - venduto 800 000 Zélia Gattai - Anarchici Grazie a Dio - ha venduto 170.000 Lygia Fagundes Telles - Stone Ciranda - venduto 150.000 Carlos Heitor Conny - Quasi memoria - ha venduto 105.000 Rachel de Queiroz - I Quindici - ha venduto 100 000 Joshua Montelo - Il San Luis tamburi - venduto 30 000 Nelida Pinon - La Repubblica di sogni - ha venduto 25 000 Solo la Paulo Coelho ha venduto 11 milioni. L'altro non ha aggiunto raggiungere 1 milione e 400 mila. Forse segreto dell'alchimista è la semplicità. Si tratta di una narrazione senza visibilio e la brillantezza letteraria di autori venerati. Lo scopo Graciliano Ramos, in una intervista nel 1948, ha detto: "Chi arriva a scrivere dovrebbe farlo con semplicità La parola non è stata fatta per decorare, brillare come oro falso, la parola è stata fatta da dire .." Paulo Coelho fuori raccontando la storia di Santiago, un uomo comune, un pastore, che è un alchimista, un mercante di cristalli, una donna sensuale, e finisce dopo la sua leggenda personale. Cerca raggiungere le piramidi d'Egitto, nel deserto, dove si nasconde il suo tesoro. Questo è il sogno ... La storia ha passaggi surreali, gran parte del fascino per la ricerca spirituale, un tocco di religioni orientali, le cose e le persone del deserto. paesaggi da sogno molto bene L'architettura dei, senza scivolare in pieguismo, o il guru didatticismo spirituale. Eccellente, nessuna riparazione. Tradução pelo google translator Muita gente acha Paulo Coelho um chato, que escreve mal, sobre coisinhas de auto ajuda e sob a aura do esoterismo. Quando se fala em Paulo Coelho, todos torcem o nariz. Leitores que o acham um "galocha", tomaram a birra, ao ler "O diário de um Mago". Porém, não deve ter sido à toa que o Alquimista vendeu mais de 11 milhões de exemplares. A Revista Veja, de 7 de agosto de 2002, informou sobre a quantidade dos livros mais vendidos, escritos pelos imortais da Academia Brasileira de Letras e que não haviam morrido até a data da reportagem. Paulo Coelho - O Alquimista - vendeu 11 milhões de exemplares João Ubaldo Ribeiro - Viva o Povo Brasileiro - vendeu 800 mil Zélia Gattai - Anarquistas Graças a Deus - vendeu 170 mil Lygia Fagundes Telles - Ciranda de Pedra - vendeu 150 mil Carlos Heitor Conny - Quase Memória - vendeu 105 mil Rachel de Queiroz - O Quinze - vendeu 100 mil Josué Montelo - Os tambores de São Luis - vendeu 30 mil Nélida Pinõn - A Republica dos Sonhos - vendeu 25 mil Sozinho o Paulo Coelho vendeu 11 milhões. Os outros somados não chegam a 1 milhão e 400 mil. Talvez o segredo do Alquimista seja a simplicidade. É uma narrativa sem os arroubos e o brilho literário dos autores reverenciados. Ao propósito Graciliano Ramos, em entrevista de 1948, disse: " Pois quem se mete a escrever devia fazê-lo com simplicidade. A palavra não foi feita para enfeitar, brilhar como ouro falso; a palavra foi feita para dizer." Paulo Coelho sai contando a história do Santiago, um sujeito comum, pastor de ovelhas, que encontra um alquimista, um mercador de cristais, uma mulher sensual, e acaba por seguir a sua lenda pessoal. Busca chegar as pirâmides do Egito, no deserto, onde se esconde o seu tesouro. Este é o sonho...A história tem passagens surrealistas, muito do fascínio pela busca espiritual, um toque de religiões orientais, coisas e gentes do deserto. Paisagens de sonho muito bem arquitetada, sem escorregar no pieguismo, nem no didatismo de guru espiritual. Excelente, sem nenhum reparo.
Confissões do Crematório Confissões do Crematório
Caitlin Doughty
Marcio Mafra Ruim
Caitlin Doughty é protagonista de Confissões do Crematório, livro baseado nas experiências de seu primeiro emprego no crematório de nome Westwind. Leitura aparentemente pesada, mas na verdade descortina o tratamento da morte pela indústria funerária americana. São histórias reais das atividades de uma dessas empresas, com muitas curiosidades e fatos que derrubam mitos e restabelecem verdades, inclusive sobre faturamento, lucros e resultados operacionais. Mas não derruba o axioma de que a morte melhora as pessoas e que todos os povos praticam um rito de passagem. Também não faltam boas tiradas de humor, tal como quase sempre acontece, com aquilo que chamamos de “pagar mico” nos velórios. A autora descreve a visão nua e crua da atividade, não sem criticar a indústria, notadamente nos EUA, onde empresas e muitos profissionais lucram com a morte alheia, sem qualquer respeito ou consideração à tristeza e a dor das pessoas. Enquanto Caitlin recolhe as cinzas das máquinas de incineração, desmistifica a morte para si e para seus leitores, pois afinal a morte é mesmo um ato de banal finitude. De qualquer forma é melhor transformar seus restos mortais em pequena porção de cinzas, que ser solenemente enterrado e ter seu corpo apodrecendo lentamente, fedendo, desintegrando-se, comido por baratas, ratos, larvas e bactérias, até virar nada. Este não foi o pior livro que já li, mas é o mais enjoado e nojento em algumas partes e no todo. Para ateus e agnósticos a morte é somente um ato de finitude. Já para os não-ateus, que acreditam em vida após a morte, até porque não aguentam não acreditar, “Confissões do Crematório” será uma leitura pecaminosa e abominável.
O Pequeno Principe O Pequeno Principe
Antoine de Sant-Exupéry
Ricardo Araujo Almeida Santana Ótimo
Livro excelente para trabalhar em sala de aula!
A Guerra dos Tronos A Guerra dos Tronos
George R R Martin
Antônio Marcos Loureiro da Silva Filho Ótimo
A sagacidade da leitura é petulantemente extraordinária. O risco de desafeto é mínimo. O leitor sabe o que escreve, e tem um átimo por descrição a qual nunca reparei em outros autores da mesma linha literária.
Lisboa - A Guerra nas Sombras da Cidade Luz, 1939-1945 Lisboa - A Guerra nas Sombras da Cidade Luz, 1939-1945
Neill Lochery
Marcio Mafra Mediano
A Segunda Guerra Mundial é um tema generoso para filmes, teses de ciência política, pesquisas e romances, mas Portugal e outros países, como Espanha, Brasil, Polônia Noruega, Grécia ou Dinamarca são considerados de importância menor e quase nunca não aparecem no teatro da guerra. Se fora no cinema, ou no teatro seriam considerados atores figurante. Cabe uma leve crítica ao autor porque seu livro se ateve aos aspectos da politica externa do ditador português. Faltou tratar da sociedade portuguesa e dos outros aspectos do Estado Novo. No Brasil, Getúlio Vargas, também ditador na mesma época de Salazar, adotou o nome de Estado Novo para o seu regime de governo. Salazar é descrito como um político esperto, capaz e inteligente. Coincidentemente, aqui no Brasil, Getúlio também era considerado esperto, matreiro, poderoso e magnânimo tido como "pai dos pobres". Para nós leitores brasileiros, fica a impressão que Salazar e Getúlio disputavam para ver quem era mais autoritário, sanguinário, censurador, violento, torturador, demagogo, sendo que ambos consideravam adversários políticos como inimigos da nação banindo-os, exilando-os, matando-os e fazendo desaparecer seus corpos, sem qualquer pudor e matando-os ou encarcerando-os sem nenhum processo legal. Além disso, vez em quando, o livro se ocupa de um aspecto teatral e bizarro narrando as peripécias e tertúlias da realeza europeia que usava Portugal como trampolim para suas fugas para países longínquos, livre dos terrores da guerra. É um livro bom, bem projetado e escrito com elegância, mas sua leitura – enquanto história - deve ser vista com reservas. O final poderia ter sido menos tosco.
Uma Torre Na Neblina - Colégio Santo Inácio - Salvador do Sul Uma Torre Na Neblina - Colégio Santo Inácio - Salvador do Sul
Lauro Dick
Marcio Mafra Excelente
“Uma Torre Na Neblina” é um livro trabalhado em mais de 200 paginas, por dezenas de mãos, profissionalmente polivalentes e calejadas pela vida, que traçam as linhas gerais do que foi o início, o meio e o fim, agônico, do Colégio Santo Inácio, da antiga Estação São Salvador,na época Município de Montenegro, RS. Também registra os nomes de todos os que ali trabalharam ou que tiveram a sua formação, com destaque das histórias que ficaram no coração de tantos, expressa ou tacitamente. Qualquer um dos milhares de ex-alunos do Colégio Santo Inácio de São Salvador do Sul ficarão emocionados com o reencontro da Torre. Embora o autor (organizador) Lauro Dick seja Doutor tanto em Linguística como em Letras este seu livro é do gênero memorialista, sendo a sua leitura enfadonha para leitor que não tenha identidade com o tema - o que não é o meu caso - por isso tenho este livro no conceito de excelente.
A Menina Que Roubava Livros A Menina Que Roubava Livros
Markus Zusak
Michele Cristiane da Silva Ramos Ótimo
não consegui ler inteiro, até onde li, adorei.
Branca dos Mortos e os Setes Zumbis e Outros Contos Macabros Branca dos Mortos e os Setes Zumbis e Outros Contos Macabros
Fábio Yabu
LARISSA NASCIMENTO DOS SANTOS Ótimo
Um livro com gravuras assustadoras ou pelo menos impressionantes para os que não se assustam facilmente. Cheio de ação, alguns romances e nada de finais felizes.
A Cabana A Cabana
William P. Young
Michele Cristiane da Silva Ramos Bom
Li a muitos anos, quando peguei emprestado de uma amiga, gostei muito, comovente
Você Já Teve Uma Família ? Você Já Teve Uma Família ?
Bill Clegg
Marcio Mafra Ruim
O autor Bill Clegg é agente literário nos EUA. Profissional como ele sabe tudo de livro porque trabalha com livros, autores, temas, tradutores, ficções, burocracias, editoras, designers, gráficos, egos e outras coisas do ramo. Num piscar de olho sabe se um livro é bom ou se é apenas mais uma publicação. Consegue cheirar o sucesso nas duas ou três primeiras linhas de qualquer original. Agente literário ganha dinheiro e vive disso. Bill Clegg também. Tanto é verdade que escreveu dois livros, ambos do gênero “memórias”, (1) Retrato de Um Viciado Quando Jovem e (2) Noventa Dias. Dois sucessos traduzidos para diversos idiomas. Porém “Você já teve uma família?” é sua estreia em ficção. Eu gostei muito do “Noventa Dias”, mas achei uma droga esse seu novo livro. O romance é uma chatice só. June Reid, a personagem principal, desesperada com a perda de todos os membros de sua família, na véspera do casamento da filha, pega seu carro e vai estrada a fora, sem rumo, sem destino, sem juízo, sem nada, tentando escapar de seus mortos. Nessa fuga-viagem de June, o autor vai descrevendo cada uma das pessoas que passaram pela vida da personagem, ou que vão aparecendo ao longo da viagem-fuga. Bem escrito sim, mas chato, monótono, sem graça. São histórias de nove personagens ligados a Junes: Lydia, Rich, Silas, Rebecca, Cissy, Edite, Dale, Kelly e George. Cada um deles rende um ou mais capítulos. O final do livro não surpreende. “Você Já Teve Uma Família? “ é livro conhecido como RDFL - Rabo de Foguete Literário. RDFL fenômeno que não pode ser visto nos céus, mas existe aqui na terra. Sempre que um autor faz sucesso na edição de um grande livro, ele sai da categoria de autor e vira escritor. Aí o seu genial editor, no rastro daquele foguete, publica um ou mais livros que apenas vendem, sem fazer nenhum sucesso, mas continuarão atrelados ao rabo de foguete.
Descobri Que Estava Morto Descobri Que Estava Morto
J P Cuenca
Marcio Mafra Péssimo
Ao ler a resenha de "Descobri Que Estava Morto", percebi que o autor JP Cuenca também era o personagem principal. Isso aumentou muito minha expectativa, supondo que a partir daí, o livro tratasse da investigação deste estranho caso. Expectativa contrariada. O livro não trata de investigação policial, não versa sobre fraudes para compra e venda de bens em nome de pessoa falecida, e também não narra crimes seriados. Por vezes se assemelha a uma estranha viagem pela busca, finalidade ou significado da vida, outras vezes transita pelo existencialismo ou pelo vazio do “nihilismo”. No andar da carruagem, o autor investiga suas mortes literal e figuradamente, abusando de todos os “direitos literários” e das “licenças poéticas”, numa mistura sem limites de ficção, realismo fantástico, literatice e realidade. O final do livro não surpreende em nada. Chega a ser tosco. Para um simples leitor, como eu, restou uma leitura chata, pretensiosa, metida, elitista, despedaçada, incompreendida, pobre e disfuncional. Pena. Pena porque conheci pessoalmente João Paulo Cuenca durante a FLIP de 2016. Fiquei encantado com o autor, que fora escolhido pela revista inglesa “Granta”, no ano de 2012, como um dos melhores jovens escritores brasileiro. Livro péssimo.
Lua Azul Lua Azul
Alyson Noel
Gabriela França Machado Bom
Ja lí o primeiro livro Para Sempre , amei <3 Alyson Noel é a minha autora preferida <3
Mentes Perigosas Mentes Perigosas
Ana Beatriz Barbosa Silva
Sara Pereira Silva Santos Mediano
O livro ajuda leigos compreender o intrigante universo dos psicopatas que em sua grande maioria estão camuflados na sociedade.
Não se apega não – Isabela Freitas Não se apega não – Isabela Freitas
Isabela Freitas
Sara Pereira Silva Santos Muito Bom
Ótimo livro!!! Relata os devaneios que passa uma adolescente que procura viver intensamente suas aventuras e breves relatos enfrentados pela autora e todas mulheres na fase de aceitação como traição, paixão, arrependimento amores e fantasias. Super recomendo !!!
O Menino do Pijama Listrado O Menino do Pijama Listrado
John Boyne
Catia Regina da Silva Lopes Alonso Ótimo
A obra mostra como um pai cego por um lider, acaba por perder seu filho como fazia com tantas outras pessoas.
O Código Da Vinci O Código Da Vinci
Dan Brown
Anderson dos Santos Muito Bom
Um livro ótimo.
Fora da Curva - Os segredos dos Grandes Investidores do Brasil Fora da Curva - Os segredos dos Grandes Investidores do Brasil
Florian Bartunek
Marcio Mafra Ótimo
“Fora da Curva” é surpreendente porque as histórias são narradas por pessoas que volta e meia tem seus nomes mencionados na mídia especializada. Geralmente só se escuta falar de sucesso, de fortunas e nada dos tombos ou prejuízos. Neste caso eles narram também os prejuízos. Muito já se ouviu falar de Luiz Fernando Figueiredo, André Jakurski, Guilherme Afonso Ferreira ou das empresas que dirigem como Banco Pactual, GP Investimentos, Banco Garantia e etc. Em conjunto eles administram (em dezembro de 2015) perto de 80 bilhões de reais. Pessoas que possuem algum dinheiro para investir sabem que multiplicar dinheiro é das tarefas mais complexas, cujos impactos terão altos preços a serem pagos pelos investidores. Entender destes investimentos é um dos assuntos que mais geram insegurança e curiosidade aos não iniciados. As histórias destes profissionais do mercado financeiro estão aí para quem quiser ou precisar aprender. Aproveite porque é gratis.
Gelo Negro Gelo Negro
Becca Fitzpatrick
Gabrielly Santana da Silva Ótimo
Um dos melhores livros que já li.
مائة عام من العزلة (Cem Anos de Solidão em Árabe) مائة عام من العزلة (Cem Anos de Solidão em Árabe)
Gabriel García Marquez
Gabriel Belhitz Buffon Excelente
Cem anos de solidão é um livro muito interessante.
El Alquimista (O Alquimista em Espanhol) El Alquimista (O Alquimista em Espanhol)
Paulo Coelho
Elke Ane de Oliveira Fioroti Ótimo
Tem que ler para tirar suas conclusões.
Romeu & Julieta Romeu & Julieta
Willian (as vezes William) Shakespeare
Elaine de Souza Penha Ótimo
Simplesmente Incrível